Banner 728x90

Compartilhe!

Lisboa

Como perderam minha mala no Marrocos, desembarquei em Lisboa só com minha mochila.

O português da imigração estranhou e perguntou: Você tá vindo do Brasil só com essa mochilinha? É que perderam minha mala. Só tô com essas 2 roupas – disse a ele. Ora pois que daqui a pouco elas vão ficar em pé “suzinhas”.

É meu amigos, até o português da imigração tirou sarro da minha situação.

Praça do Comércio, Mirante, Alfama

Após me instalar no hostel, fui ao maior shopping de Lisboa para montar uma nova bagagem.

Nova mochila, roupas, chinelo, cueca, tive de comprar tudo de novo. Perdi um dia nisso.

Dia seguinte fui passear pela cidade. Andar por Lisboa tem algo muito familiar para nós brasileiros.

O estilo da arquitetura, o jeitão do português é mais do que conhecido nosso e quase falamos a mesma língua (depois explico melhor). Faz parte da nossa história.

Além disso Lisboa é uma cidade maravilhosa. Com suas ruelas e bondinhos, os casarões e seus famosos azulejos, sem esquecer é claro da sua culinária deliciosa, Lisboa é apaixonante.

Lisboa
As ruelas de Lisboa
Lisboa
Bondinho!
Azulejo português
Crássico azulejo português
Lisboa e seus mirantes!
Lisboa e seus mirantes! Aqui no Alfama

Uma coisa interessante em Lisboa é como tá cheio de traficante na praça do Comércio e arredores.

E não pense que é uma coisa soturna, nos becos, os caras te perguntam no meio da rua se você quer maconha, haxixe e ainda mostram a paranga!

Teve um que tava vendendo pau de selfie, primeiro me perguntou se queria o pau de selfie, como neguei daí ele perguntou se eu queria maconha, haxixe.

Achei engraçado e comentei: Pô mas você tá vendendo qualquer coisa hein? Ah, tem que se ter opções – respondeu. Hoje em dia o importante é ter produtos diversificados para os clientes!

Praça do comércio - Lisboa
Praça do Comércio: pau de selfie? Não! E Marijuana?

Chegou no hostel um brasileiro, o Estevam. Logo de cara começamos a conversar, ele me contou que tinha acabado de fazer o caminho de Santiago e agora tava fazendo um tour por Portugal. Combinamos de tomar uma breja á noite.

De cara eu achei que o Estevam era gay. Tinha todo o jeitão. E era mesmo.

Só que o engraçado é que no começo ele tava tentando dar uma de macho. Passava uma gostosa e ele falava: Que portuguesa bonita hein? Como tem mulher bonita em Portugal e tal.

Só depois que ele viu que eu não sou um cara preconceituoso que assumiu. Aí virou um viadão, porque como ele mesmo diz, viadinho não! Olha a minha altura, sou viadão!

E me contou suas peripécias sexuais, sem os detalhes porque não fazia questão. E uma delas é que ele sai muito com homem casado.

Ainda bem que eu sou separado senão iam falar mal de mim pelas costas. Ui!

Estevam e o hétero convicto!

Belém, pastel de Belém, Torre de Belém, Centro Cultural de Belém

Nos dias seguintes eu e o Estevam fizemos os rolês juntos, fomos até o bairro de Belém, onde fica a famosa torre, saímos juntos á noite pra tomar uma breja, e de repente foi pintando um clima, uma cumplicidade…Opa! Que porra é essa?! Sou homem rapá!

Estevam é gente fina mas não ROLOU nada. Sem trocadilhos. Como ele mesmo disse eu sou hétero convicto. Beijinho no ombro dos maldosos… Quer dizer… Vão se fuder, seus maldosos do caralho… Caralho não! É… Esse texto tá muito gay… Vou ver o concurso miss bumbum e já volto.

Torre de Belém
Torre de Belém
Pastel de Belém
Pastel de nata, mas como o mais conhecido e mais gostoso é feito em Belém, pros brasileiros virou pastel de Belém
Centro Cultural de Belém
Centro Cultural de Belém
Centro Cultural de Belém
Retrato do cidadão “muderno”! No Centro Cultural de Belém
Centro Cultural de Belém
Linda escultura…
Centro Cultural de Belém
…do cara que perdia o almoço todo dia e ficava com o talher na mão

Caiscais

Num dos dias fomos a Caiscais, pegamos o trem e chegamos numa das mais bonitas praias de Portugal. Visual maravilhoso, tempo bom, calor.

Decidi dar um mergulho. Quando a água bateu no dedo do pé senti o drama.

Era como se aquela água do isopor de cerveja de repente escapasse e batesse no seu pé. Só que eu não ia arregar fácil não!

Fui indo devagar e a cada passo eu só me lembrava da música das Velhas Virgens: “Duro é quando a água gelada, bate no saco!”.

Pra evitar esse desgosto mergulhei de vez. Quando subi não tava nem conseguindo respirar.

Com certeza foi a água mais gelada que já nadei na vida. Isso porque é Setembro, ainda nem chegou o inverno, que se não fosse o sal tenho certeza que o mar ia congelar aqui.

Não fiquei nem 3 minutos e fui tomar um sol na areia pra normalizar a respiração. Depois foi passar o dia só debaixo do sol feito um lagarto.

Caiscais
Caiscais ou Canadá?

Oceanário de Lisboa

Visitamos também o Oceanário de Lisboa, considerado um dos melhores aquários do mundo. E realmente eles capricharam. Ele abrange todos os oceanos, com espécies e explicações, com o aquário no centro e biomas em volta. Além de outros animais como pinguins e aves. O tanque principal é espetacular, imenso, com peixes gigantes, inclusive com tubarões.

Oceanário de Lisboa
Oceanário de Lisboa
Oceanário de Lisboa
Área do aquário representando o oceano Índico
Oceanário de Lisboa
Tubarãozinho sussa
Sophia de Mello Breyner Andresen
Portugal e seus poetas maravilhosos, no Oceanário de Lisboa

Parque das Nações

O oceanário fica no parque das nações. Um complexo gigantesco que Portugal construiu para receber a Exposição Mundial em 1998.

Estação Oriente - Lisboa
Estação Oriente
Parque das Nações - Lisboa
Parque das Nações

Claro que não poderia faltar numa visita a Lisboa ir ao Castelo de São Jorge. De vários pontos da cidade se avista o Castelo.

Construção muito antiga que serviu desde os invasores mouros aos reis portugueses, o castelo hoje é somente uma construção antiga feita de pedra sem absolutamente nada. Mas tem o mais importante.

Uma vista espetacular de Lisboa.

E é por isso que todos o visitam e não saem decepcionados.

Vista do Castelo e a maravilhosa Lisboa
Vista do Castelo e a maravilhosa Lisboa

Uma coisa que todo brasileiro passa quando vai a Portugal é o problema da língua.

Sim, nós falamos a mesma língua, mas parece que os portugueses não gostam que a gente use a mesma língua que eles e daí falam uma outra língua esquisita que brasileiro não entende.

É um tal de trocar o O pelo U, esquecer de falar as vogais e uma chiadeira de vinil rachado tocando na AM no radinho de pilha!

Fora o uso de termos que dá margem para todo tipo de piada como o da foto abaixo:

Vai uma pica briosa aí?
Vai uma pica briosa aí?

O mais gostoso de Lisboa é curti-la sem pressa.

Caminhe tranquilo pelo bairro Alto, Chiado, por Alfama e suas vielas, vá até um dos seus vários mirantes e admire a vista.

Tem tudo o que é preciso mas num ritmo mais adequado.

Não a loucura que estamos acostumados nas grandes cidades brasileiras.

Tome uma ginjinha, coma um bacalhau, tome um vinho. Aprecie Lisboa sem moderação.

Ginjinha
Com elas? Elas quem? A ginjinha. Só quero uma dose. Com elas? Tá, com elas…Olha elas aí
Mosteiro de São Vicente de Fora
Mosteiro de São Vicente de Fora
Mosteiro dos Jerônimos em Belém
Mosteiro dos Jerônimos em Belém

Próxima parada: Madrid

 

Compartilhe!

Você também vai gostar

Close