50 Off 728x90

Compartilhe!

Jericoacoara

Jericoacoara

Após Natal estava na dúvida se iria para Canoa Quebrada e Fortaleza. Canoa Quebrada não me atraía muito já que era novamente praia com falésia, assim como as praias da paraíba e Pipa.

Fortaleza não me recomendaram, não que fosse ruim mas pra quem tá viajando o Brasil por tudo quanto é lugar não vale perder um tempo precioso para visitar.

Decidi então ir direto a famosa Jericoacoara. Pra chegar lá tem que pegar um ônibus até Jijoca de Jericoacoara e de lá pegar o pau de arara até Jeri, passando pela praia e dunas.

Chegando em Jeri no pau-de-arara
Chegando em Jeri no pau-de-arara

Em Jeri, como todos chamam o lugar, fiquei num hostel lotado de gringos.

Pra falar a verdade eu me senti num outro lugar que nem parecia o Brasil pois era uma salada de línguas em alguns momentos que dava até dor de cabeça.

Tinha alemães, canadenses, australianos, coreanos, suíço, francês e até brasileiros.

Logo de cara fui a praia para vêr o pôr do sol. Jeri é uma vilinha linda, sem calçamento, com suas ruas de areia e casas charmosas.

Tem o mesmo charme de Pipa e segue o mesmo critério de que se os gringos vão tão longe só pra visitar aquele lugar é porque só pode ser bom.

O pôr do sol é famoso em Jeri pois é um dos poucos lugares do Brasil onde o sol de põe na água. A praia de Jeri me decepcionou um pouco, muitos citam Jeri como uma das melhores praias do Brasil, mas a praia em si não tem nada demais, o único destaque é a duna do pôr do sol, onde todos sobem para apreciar o… pôr do sol.

O mar em si e seu entorno não tem nada demais. Nesse dia ainda dei azar pois uma massa de nuvens cobriu o céu e não foi possível ver nada.

Duna do Pôr do Sol
Povo se posicionando na duna do pôr do sol
Duna do Pôr do Sol
Cadê o pôr do sol? Tô pagando…

Lagoa do Paraíso

Na manhã seguinte fiz mais contato com o pessoal do hostel, combinei com um alemão, o Linus, de ir a lagoa do paraíso, na manhã também conversei muito com um casal do Rio, que minha falta de memória não me faz lembrar seus nomes.

De última hora chamei os cariocas para a lagoa já que não só o Linus, mas todos os alemães que estavam no Brasil parece que resolveram ir na lagoa do paraíso na mesma hora.

A jardineira ou pau-de-arara que leva até a lagoa ficou lotada de gringo: era um bando de alemão, canadense, marroquino, francês e pra minha surpresa até brasileiro.

O certo era o motorista não levar todo mundo, mas não tinha outra jardineira naquele horário e pra dar uma experiência mais legal aos gringos, ele simulou como é pegar um busão na zona leste de manhã.

É tão bonito ver essa vontade do brasileiro de mostrar como é o Brasil pros gringos, quase chorei, não de emoção mas de dor no braço de me segurar nesse aperto chacoalhando feito um louco pela buraqueira que era o caminho.

A lagoa do paraíso merece esse nome. Com sua água cristalina, uma areia branca e suas redes na água, foi pra mim de longe o melhor lugar de Jeri.

O cara que colocou essas redes na água deveria ganhar uma estátua, prêmio Nobel, sei lá. O mundo vai ser um lugar melhor quando as pessoas que inventam coisas para o ócio serem valorizadas.

Sim! Porque o ócio prazeroso acalma a alma. Ninguém vai querer matar outra pessoa depois de ficar um tempo na rede dentro d’água, sem chance.

Na volta ainda deu tempo de pegar o pôr do sol. Coisa linda!

Dunas Jericoacoara
O caminho para a lagoa do paraíso já é recheado de belas paisagens
Lagoa do Paraíso
A lagoa do paraíso, nome mais do que adequado
Lagoa do Paraíso
Prêmio Nobel de Química? Literatura? Física? Da Paz? O cara que inventou isso merecia Nobel todo ano
Lagoa do Paraíso
Zen!
Duna do Pôr do Sol - Jericoacoara
Coisa linda!

Pedra Furada

No dia seguinte marquei com os cariocas de ir até a famosa pedra Furada. Todas as fotos de Jeri mostram a pedra Furada e todo mundo pensa que vai até lá ver uma formação fantástica.

Puta decepção! A pedra é pequena e onde seria a praia na verdade é uma pequenina faixa de areia cheia de pedras e a água só chega até a pedra furada na maré cheia. Lá fica um pessoal que tira foto dos turistas, imprimem e montam um porta retrato na hora.

Ficamos um tempo conversando com esses caras e eles disseram que lá era o passeio furado até a pedra ecológica. Perfeita colocação.

Na hora eu entendi porque tinha um cara no hostel que tava lá a 15 dias e não tinha ido até a pedra. O primeiro motivo é que ele é um puta preguiçoso e o segundo é que todos que iam confirmavam a ele sua decepção.

Pode-se ir pelo morro ou pela praia a pedra Furada, fomos pela praia na maré baixa passando por rochas e se equilibrando pra não cair
Pedra Furada - Jericoacoara
Furada é visitar essa pedra!

No fim do dia pra não perder o costume fui ver o pôr do sol novamente e dessa vez foi fantástico, após o show de cores no céu, ainda assisti a capoeira na praia.

Jericoacoara
Ínicio…
Jericoacoara
Meio…
Jericoacoara
Fim!

De noite ainda fui com o pessoal do hostel a um samba que tava rolando, música ao vivo num palco improvisado num gramado a céu aberto, ótima banda tocando só samba de raiz, muito bom!

No outro dia chegou um pessoal novo e como me sentia praticamente um veterano em Jeri, fui com eles na lagoa do paraíso novamente, já que ir apenas uma vez nesse lugar é um crime.

Durante esse tempo em Jeri estava pensando em como iria para os lençóis maranhenses, conversando com as pessoas me disseram de um transfer Jeri-Barreirinhas, só que precisava de mais 3 pessoas para dividir o transfer.

Se não fosse de transfer o caminho até lá seria bem mais longo já que não tem nada direto, seria obrigado a pegar vários ônibus, parar obrigatoriamente no Delta do Parnaíba e esse era um tempo que eu não queria perder.

Fui caçando no hostel quem pretendia ir para os lençois e lá encontrei o Linus, a Mariane que eram alemães e o Jun, um Coreano que estava há 7 meses viajando o mundo e que já tinha esbarrado no hostel em Natal.

No fim conseguimos acertar o dia e marcamos com o dono do hostel mesmo, que agendava com a agência e ainda dava um desconto na estadia pra quem pegasse esse transfer.

Com tudo certo pro transfer que ia sair cedinho, aproveitei pra me despedir de Jeri, fui até a praia apreciar o pôr do sol e ver o belo céu que tem ali a noite.

No final posso dizer que Jericoacoara é tipo uma viagem promocional eterna, você compra pela praia mas leva de brinde dunas, lagoas maravilhosas, vila charmosa e claro que não poderia faltar aquele brinde furado. Nesse caso é uma pedra.

Jericoacoara
Mais um belo pôr do sol

Próxima parada: Lençóis Maranhenses


Se quer ver um pôr do sol inesquecível vá a Jericoacoara:

Encontre seu vôo com Voopter
Reserve com Booking que garante o melhor preço!

Compartilhe!

Você também vai gostar

Close