dealform 728x90

Compartilhe!

20151004_081742

Se os doidões do mundo tem uma meca ela já foi Amsterdã.

Na minha viagem e os malucos que trombei por aí, o grande hype do momento é Berlim.

No meu quarto no hostel tinha um argentino tranquilão mas um mexicano doidão que só falava de Berlim. Mas não deixou de passar em Amsterdã pra queimar um.

O que mais me chamou a atenção em Amsterdã nem foram os cafés que vendem maconha, o red light district com as putas seminuas nas vitrines, o que me chamou a atenção é que essas coisas são absolutamente normais pra quem vive ali.

Quer fumar maconha? Fume. Quer alugar seu corpo? Alugue. Quer alugar o corpo dela. Vá em frente! Isso é problema de vocês.

É isso que adorei em Amsterdã, desde que você não prejudique o outro, faça o que você quiser e que se dane. Ninguém tá nem aí.

Essa atitude “cada um que cuide da sua vida” vi em todos os holandeses que encontrei na minha viagem. Se tem um povo que mesmo que por pouco tempo de convívio eu posso dizer que é civilizado hoje (vamos esquecer um pouco as invasões do tempo das conquistas marinhas), esse povo é o holandês.

Só sendo muito louco pra usar esse tamanco de madeira
Só sendo muito louco pra usar esse tamanco de madeira
As vielas do centro de Amsterdã
As vielas do centro de Amsterdã
Água por todos os lados
Água por todos os lados
Amsterdã
De rolê
Amsterdã
Não tem bicicleta não hein?
Estação de Amsterdã
Estação de Amsterdã
Praça Dam
Praça Dam

Pra ser sincero eu esperava que Amsterdã fosse muito louca! E não é.

É uma cidade linda, com seus canais, totalmente cosmopolita. A fama de doideira é maior que a doideira em si.

Não que não tenha muita loucura, mas não se vê nas ruas isso. Com certeza o carnaval brasileiro é muito mais insano, perigoso e fora de controle do que Amsterdã.

E daí que aconteceu uma coisa engraçada. Acabei num hostel de evangélicos. Eu reservei e nem me dei conta. Só percebi mesmo quando me convidaram para uma reza a tarde.

E eu pensei: WTF?! Tô em Amsterdã e ao invés de me oferecerem maconha, putaria, loucura total, me chamam pra rezar?!

Olha que cruzamento tranquilo! Olha Bolsonete, tá cheio de comunista!

Pra começar, em Amsterdã resolvi fazer um passeio de barco, os canais de Amsterdã são famosos e a partir deles é possível ter uma visão diferente da cidade.

Depois fui caminhando até o centro. É curioso como uma cidade antiga, que mantém essas construções antigas, tem um comportamento bem mais liberal.

Passando pelos cafés, mesmo na calçada o pessoal fuma sua maconhinha numa boa. Se analisarmos bem, Amsterdã tem 3 coisas muito particulares da cidade que atraem pessoas para cá.

Maconha, bicicleta e puta. Eu usei 2 de 3, então posso dizer que eu sou um desses atraídos por essas coisas.

Red Light District

Red Light District! Se pensarmos bem, prostituição existe em todo o mundo desde sempre. Então porque um bairro com puta é famoso no mundo inteiro?

O Red Light é uma atração turística! Você vê grupos de chineses com o guia com aquela bandeirinha andando á noite pelas ruas.

Você vê famílias com carrinhos de bebê andando pelas ruas e olhando as mulheres semi-nuas. Juro que vi alguns bebês apontando para as mais peitudas e pedindo de mamar.

Mas porquê? Acho que o principal é que elas se apresentam como realmente é a prostituição. Como uma mercadoria.

Ficar na esquina rodando a bolsinha, mesmo que também esteja ali vendendo seu corpo, não caracteriza tão forte como uma mulher de biquini, dançando numa vitrine.

É como um shopping de puta. A falta de hipocrisia gera espanto e curiosidade.

Red Light District
Zona de prostituição mais bonita que já vi na minha vida
Red Light District
As “primas” trabalhando

Museu Van Gogh, Rijksmuseum

Os museus de Amsterdã também são famosos. Fui em 2: Museu Van Gogh e o Rijksmuseum que é o museu nacional.

O museu Van Gogh é muito procurado e nem precisa explicar porquê. O Rijksmuseum é o museu nacional da Holanda e é sensacional!

Aliás depois de algumas conversas me disseram que o correto é Países Baixos, Holanda é parte dos Países Baixos, numa história complicada de entender, mas vamos como é conhecido pelos brasileiros e vou chamar de Holanda mesmo.

Voltando ao museu tem uma quantidade enorme de obras, uma área belíssima com coleções de armas, equipamentos para navegação e uma maquete completa de um navio antigo com projeções da tripulação que é fantástica.

Rijksmuseum: a língua holandesa é embaçada!
Rijksmuseum: a língua holandesa é embaçada!
Por dentro do Rijksmuseum
Por dentro do Rijksmuseum
Aqui era uma igreja!
Aqui era uma igreja!
Os vitrais da antiga igreja
Os vitrais da antiga igreja
Case de como inventar um ponto turístico
Case de como inventar um ponto turístico
Embalagem de manteiga gigante
Embalagem de manteiga gigante

Vondelpark

Agora uma coisa que pra  mim é obrigatória em Amsterdã é dar um rolê de bicicleta. A bicicleta é o meio de transporte mais utilizado em Amsterdã. Sim, meio de transporte.

De jovens a idosos, de malucos a engravatados, mulheres e homens, famílias inteiras usam a bicicleta. E aqui não tem nenhum débil mental que acha que fazer ciclovia e andar de bicicleta é coisa de comunista!

Então eu que sempre gostei de andar de bike, aluguei a minha pra dar uma bela volta pela cidade. Bom, o povo de Amsterdã é meio doidão com a bicicleta, e tem muita gente andando. Tem engarrafamento de bicicleta por aqui.

Então para eu me acostumar a andar com a galera eu comecei pelo Vondelpark.

Vondelpark é um dos principais parques de Amsterdã e onde muita gente gosta de tomar sol, relaxar e como sempre, andar de bicicleta.

Como é mais tranquilo, os turistas começam por aqui. E é uma boa escolha, para você se acostumar com a bike e o ritmo deles.

Aí depois que peguei confiança, sai desembestado pela cidade. Rodei pelo centro, pelos canais, fábrica da Heineken e fui do outro lado da cidade até uma cervejaria instalada em um moinho.

Infelizmente tava fechado! Sacanagem!

Me perdi e acabei aqui!
Me perdi e acabei aqui!
Olha aí uma família de bike
Olha aí uma família de bike
Moinho com uma cervejaria dentro! Mas tava fechado! Nãããoo
Moinho com uma cervejaria dentro! Mas tava fechado! Nãããoo

Cerveja Holandesa

Só por isso decidi ir a um bar especializado em cervejas que vi no blog do Ducs Amsterdam. A Holanda produz excelentes cervejas locais que vão muito além da Heineken. Eu provei essas maravilhosas brejas tiradas no bico com todo o capricho e simpatia típica do povo de Amsterdã.

20151005_183338

Com o mundo todo crescendo em intolerância, preconceito, aumentando o conservadorismo escroto, visitar Amsterdã é um sopro de alegria.

Porque sanidade é você se sentir tão completo que o que os outros fazem da vida não faz a menor diferença.

Viva Amsterdã!
Próxima parada: Berlim

 

Compartilhe!

Você também vai gostar

Close