50 Off 728x90

Compartilhe!

Comprar passagem aérea barata, aquela pechincha, é um dos sonhos de consumo de muita gente, não é mesmo? Mas fazer essa compra não é a coisa mais simples do mundo.

Há várias possibilidades e para te ajudar elaborei um verdadeiro Guia Completo.

Confesso: Tenho preguiça, me dá a opção mais prática! Então clica aqui.

Agora se você quer todas as opções, abaixo montei um índice, querendo ir direto a um assunto é só clicar.

Monte seu roteiro primeiro

Comprar passagem aérea barata

Antes de comprar a passagem o mais indicado é que você planeje a sua viagem. Parece estranho mas tem muita gente que quer comprar a passagem antes de definir um roteiro de viagem. Mesmo quem gosta de viajar solto, como eu, precisa de pelo menos um norte, um caminho pra ter pelo menos uma noção de gastos, tempo em cada lugar e deslocamentos.

Vou dar um exemplo: você quer fazer sua primeira viagem para a Europa. Paris é a sua escolha principal mas já que está lá quer aproveitar e visitar outras cidades. Londres, Barcelona, Berlim, será que incluo Lisboa? Enquanto você não tiver planejado esse roteiro não tem como você fazer uma pesquisa eficiente de preços.

Se você vai visitar mais de uma cidade na Europa a passagem de ida e volta não parece a melhor escolha pois o tempo e custo de retornar a cidade só para pegar um voo de volta ao Brasil pode não compensar.

Escolhendo o roteiro antes você já saberá o que quer e terá uma pesquisa mais eficiente e fica até mais fácil mudar esse roteiro.

Seja Flexível

seja_flexivel_passagem_aerea

Ser flexível é sem dúvida um dos fatores principais para economizar na compra de passagem aérea. Estando disponível a mudar de datas, de destino, de categoria de voo e pegar voos de madrugada, você certamente irá economizar muito mais.

Tendo em mente um destino e um período de quando ir, faça as buscas pelos voos e esteja aberto a voar para lugares próximos a seu destino final. Se esse deslocamento compensar pode gerar uma economia grande.

Acordar de madrugada não mata ninguém e os voos na madruga são sempre mais baratos. Seja flexível e economize.

Vale mesmo a pena ir de avião? Nem sempre, entenda

aviao_onibus_tremTudo é uma relação custo/benefício. O avião tem a seu favor o tempo ganho em grandes distâncias, certo? Mas e quando essa distância não é tão grande assim? Já é consenso entre viajantes que distâncias de até 500 km, o tempo gasto com avião ou um ônibus/trem é praticamente o mesmo.

Vamos lá: os aeroportos em geral estão fora dos centros das cidades, muitas vezes nem mesmo dentro da cidade ficam e você vai gastar um bom tempo pra chegar até lá. É recomendável chegar umas 2 horas antes do voo para todos os procedimentos. Check in, despachar bagagem (siga nosso lema: viaje leve), controle de segurança, imigração quando for voo internacional, embarque, etc.

Quando pousar ainda tem que aguardar sua mala na esteira, passar na imigração se for voo internacional e ainda se deslocar pra cidade pois o aeroporto tá lá longe. Agora some tudo isso e verá que a grande vantagem do avião já foi pro saco.

Outro fator é a flexibilidade. Se decidir viajar de última hora o avião vai ficar muito caro e a oferta nem sempre é constante. Ônibus e trens tem saídas constantes e o preço não costuma mudar. Então antes de sair comprando sua passagem, analise seu roteiro e pense bem se compensa realmente ir de avião.

Por último mas não menos importante temos o preço. Ônibus quase sempre serão mais baratos e trens tem uma relação custo/benefício excelente. Mesmo quando se opta por cabines, onde é possível dormir bem e se economiza em hospedagem, o valor normalmente compensa.

Então se você tem tempo disponível e não se importa de ficar um tempo maior dentro de um ônibus ou trem, esquece o avião e aprecie a paisagem!

Milhas aéreas

milhas aéreasPara quem não sabe milhas aéreas, ou programa de milhagem, são programas criados pelas cias aéreas para fidelizar o cliente.

Você se cadastra num plano de milhagem de uma cia e toda vez que voar ou utilizar um cartão de crédito você acumula milhas que podem ser trocadas por passagens aéreas.

Utilizar as milhas é um bom meio de economizar, principalmente as acumuladas em cartão de crédito já que nem todo mundo viaja constantemente.

Agora, nem tudo são flores. As companhias aéreas colocam, cada vez mais, diversos empecilhos para resgatar essas milhas. Número limitado de resgate, nem sempre se consegue para as datas desejadas, aquela famosa má vontade no atendimento ao cliente, as milhas expiram e ainda os programas podem ser alterados quando as cias bem entenderem muitas vezes prejudicando o cliente.

Então procure pensar nas milhas como mais uma possibilidade, consulte sites aqui com muita informação sobre milhas. Existem muitas maneiras de se economizar para comprar passagens aéreas. Os programas de milhagem, na verdade, incentivam que você gaste primeiro para resgatar depois. Por isso procure utilizar ao máximo o potencial das milhas.

Maxmilhas

MaxMilhas

Uma boa maneira de otimizar o uso de suas milhas é através de sites específicos em venda e compra de passagem entre diferentes programas de milhagem. Eles fazem a ponte entre quem possui milhas com quem gostaria de usar milhas para comprar passagem, mas não possuem. Assim todos saem ganhando. Esse é o trabalho feito pela Maxmilhas.

Quando comprar?

Comprar passagem aérea barata

Aqui continua valendo uma regra básica para economizar em viagens: vá na baixa temporada. Acontece que nem sempre é possível conciliar isso com a agenda disponível, além de que as temporadas variam por destino por uma questão de clima, festas regionais, etc. Mas a lei da oferta e da procura vale para passagens aéreas também então considere isso no seu planejamento.

Passagens aéreas ficam disponíveis 11 meses antes do voo. Claro que ninguém vai comprar com tanta antecedência, e nem deve, pois as promoções de passagem começam normalmente a partir de 90 dias do voo. Quer comprar passagem aérea barata? Aqui vão algumas sugestões para pesquisar:

Para passagens aéreas nacionais na baixa temporada de 25 a 40 dias e na alta temporada de 60 a 90 dias

Para comprar passagens aéreas internacionais na baixa temporada de 30 a 60 dias e na alta temporada de 60 a 120 dias

Mas lembre-se o que rege os preços é a lei da oferta e da procura, se todo mundo começar a comprar passagem com 45 dias de antecedência as promoções para essas datas irão sumir. Então o ideal é considerar esses prazos mas acompanhar os preços constantemente.

O dia da semana também influencia, geralmente de terça a quinta sai mais barato, porém fazendo a busca pelo menor preço e tendo flexibilidade não importa o dia concorda?

O que são e como funcionam as companhias low cost

Low cost aéreaCompanhias de baixo custo, as low cost, são companhias aéreas que oferecem passagens aéreas baratas eliminando custos derivados de serviços tradicionais oferecidos pelas companhias aéreas como alimentação, franquia de bagagem e diferentes classes dentro do avião.

Elas surgiram nos EUA com a liberalização do setor aéreo americano em 1978 e depois nos anos 90 na Europa e hoje existem em praticamento todo o mundo. Elas foram fundamentais para a popularização dos voos em todo o mundo estabelecendo uma concorrência entre as companhias causando uma queda geral de preços em todo o mercado.

Para venderem passagem aérea barata foi necessário que elas operassem de outra forma. Por isso quando você pesquisar preços e for comprar passagem com essas companhias é muito importante prestar atenção nesses pontos:

  • As primeiras passagens disponíveis tem os melhores preços por isso compre com antecedência porque com certeza só irá aumentar;
  • Normalmente essas companhias oferecem somente o essencial para a viagem, se você pretende escolher o seu lugar, fazer uma refeição, despachar mala ou qualquer outro serviço terá que pagar por isso;
  • Na maioria das low cost, só é permitido o embarque com 1 mala de mão + 1 item pessoal que pode ser uma bolsa ou uma mochila/maleta para notebook. A mala tem dimensões e peso definidos. Por exemplo na RyanAir as dimensões devem ser de 55cm x 40cm x 20cm e até 10kg. As malas muitas vezes (não sempre) são testadas no momento do embarque, onde você é obrigado a colocá-la dentro de um box de medição em alguns casos também são pesadas. Se não couber você tem que despachar a mala e você pagará um extra que muitas vezes custa o preço da passagem. Então se informe sobre o tamanho das malas e se não couber inclua o despacho das malas no momento da compra pois sai bem mais em conta. Antes de comprar a passagem confira exatamente quanto de bagagem você pode levar pois são rigorosos com isso. Então como já disse várias vezes aqui, se você pretende economizar o primeiro passo é viajar leve.
  • Check in: deve ser feito online, se deixar para fazer no guichê do aeroporto a maioria também cobra por isso. Muitas tem totens nos aeroportos o que facilita a nossa vida e poupa uma grana;
  • Aeroportos alternativos: para reduzir os custos de operação essas companhias trabalham em aeroportos diferentes dos mais utilizados pelas outras companhias aéreas. Esses aeroportos muitas vezes podem ser bem longe do centro das cidades ou até muito longe com distâncias de até 100 km. Por isso fique de olho, verifique com atenção o aeroporto, se existe transporte público até lá ou se a alternativa é barata. Se considerar o tempo de deslocamento e gasto para vir desse aeroporto, pode ser que encontre o mesmo custo para voos em aeroportos melhor localizados.
  • Geralmente os voos não tem reembolso em caso de cancelamento ou você precisa pagar um pouco a mais no momento da compra para ter essa opção.
  • Mudanças de horário e de datas ficam mais caras do que comprar outra passagem

Poxa mas será que com todas essas limitações compensa? Sim e muito! Os preços praticados são excelentes. Para não ter problemas basta se organizar, viajar leve, seguir as regras (são rigorosas com isso e não adianta querer dar uma de esperto) que você fará muita economia. Quer saber quais as companhias low que existem no mundo? Siga o link:

Relação com todas as low cost (e consideradas) operando no mundo

Agência de turismo, agência online, buscador, compra direta, qual a diferença?

Buscar passagem aéreaAqui na internet tudo tem a mesma cara correto? Quando entramos em sites para pesquisar sobre passagem aérea barata todos seguem um layout parecido. A questão é que apesar de parecidos eles tem finalidades diferentes

Agência de turismo

São as agências clássicas que tem lojas físicas e que vendem pacotes de viagem, passagens aéreas, reserva em hotéis. Um bom exemplo desse modelo é a CVC.

Tudo o que só elas faziam antes agora se encontra aos milhões espalhado na internet. Elas ainda continuam por aí pois tem algumas vantagens. O olho no olho que cria empatia e segurança nas pessoas e que jamais a internet vai substituir. Relacionamentos com companhias aéreas e rede hoteleira que faz com que tenham ofertas exclusivas de passagens, pacotes, hotéis, etc.

Por isso é possível que você encontre com eles boas ofertas e/ou ajuda na compra de passagens. Lógico que eles vão cobrar uma taxa pelo serviço e por isso tem que se pesquisar bem se vale a pena no caso de passagem aérea.

Agências online

As agências online são o avanço natural das agências de viagem clássicas. Só que ao invés de lojas físicas eles oferecem o seu serviço apenas na internet. No Brasil as maiores são Decolar, Submarino Viagens e ViajaNet.

E é aqui que começa uma confusão. Sendo agências de viagens essas empresas cobram taxas quando você compra uma passagem aérea com elas, encarecendo o preço final. Essas taxas são referente ao serviço, pois comprando com elas você terá suporte em caso de algum problema .

A questão é que comprando direto com as companhias aéreas você também terá todo o suporte e ás vezes muito melhor. A confusão fica maior pois elas se apresentam muito mais como um sistema de busca do que como agências online. Pra piorar tudo não colocam o preço final com as taxas na pesquisa, confundindo o usuário.

Pra mim só se deve considerar essas agências se você precisa parcelar a compra. Muita gente gosta de diluir o custo da viagem com o tempo e acha melhor para se programar. Outra coisa que torna necessário o seu uso é que muitas vezes só nessas agências você encontra determinados voos no Brasil. Então vale a pena fazer uma busca nelas e ir para o site da companhia aérea e daí comprar passagem aérea barata. E só.

Buscadores

São sites onde é possível fazer pesquisas sobre preço de passagens aéreas. Eles buscam passagens nas próprias companhias e até em outros buscadores e agências online.

Eles facilitam a comparação dos preços, do tipo de passagem que se quer (ida e volta, só ida ou multi cidades), do destino e de quando comprar. A grande vantagem deles em relação as agências online é que não cobram taxas e a maioria só faz a pesquisa e te direciona para o site da companhia.

Vou aqui falar sobre os principais, separados por área de atuação pois eles têm eficiência diferente por região. Isso por acordos entre as companhias, buscadores e agências online. O ideal é sempre pesquisar em pelo menos uns três.

Brasil

Voopter

v_busca

Buscador brasileiro que funciona muito bem para voos nacionais. Faz pesquisa nas companhias aéreas nacionais e em agências online deixando a busca mais eficiente. Tem pesquisa multi datas, alerta de preços e não cobra nenhuma taxa de serviço. O único senão é que não mostram os preços totais já com taxas de embarque incluídas. Vamos melhorar isso aí Voopter!

Global

Google Flights

google_flights

É meu buscador preferido. Traz os melhores preços, é rápido, facílimo de usar, traz os preços totais com todas as taxas e impostos incluídos. Para trechos menores sugere passagens de trem. É o que tem mais possibilidades de tipos de pesquisa e tem ótimas soluções, como por exemplo:

Preço direto no calendário – ao clicar para escolher as datas ele já traz os preços dia-a-dia facilitando sua escolha de datas antes mesmo de pesquisar.

calendario_google_flights2

Datas flexíveis – para voos de ida e volta ele traz um painel com o melhor preço a partir do cruzamento de datas.

datas_flexiveis_google

Gráfico de preços – traz um gráfico com o preço médio encontrado e todos os preços para os próximos 50 dias com destaque para o período que você pretende viajar.

grafico_google

Explorar mapa – você vai viajar para uma região e visitar vários lugares e não importa por qual começar desde que seja barato. Então você pode usar essa ferramenta e ver qual o voo mais barato para aquela região e em qual cidade.

Veja no exemplo que indo para a Europa no dia 25/10 a melhor opção é Frankfurt que está cerca de R$ 500 mais barato que a maioria das cidades.

mapa_google

Além disso é possível incluir alerta de preço, aeroportos próximos, uma série de filtros, inclusive um muito útil de qual conexão, que pode ser utilizado para economizar descendo na conexão

Skyscanner

skyscanner

Um dos buscadores mais utilizados em todo o mundo e dos primeiros também. Você pode pesquisar com os aeroportos próximos incluído, por data específica ou por mês e te dá a opção de mês mais barato. Seja flexível, lembra?

pesquisa_skyscanner

mes_mais_barato_skyscannergrafico_skyscanner

O resultado traz um calendário com os preços e um gráfico para comparar as datas.

Outra funcionalidade muito legal no Skyscanner é a pesquisa para qualquer lugar. Se você só quer viajar e não importa pra onde, pode pesquisar pra um lugar qualquer do planeta. Veja:

qualquer_lugar_skyscanner

lista_qualquer_skyscanner

Ele traz uma lista mundial com todos os destinos pelo menor preço. Se você vai decidir sua viagem só pelo seu orçamento é uma ótima ferramenta não é mesmo? Além disso ele também tem alerta de preços e é possível pesquisar no mapa como o Google.

Momondo

momondo

Buscador muito prático e sempre traz ótimos preços. Já traz por padrão um gráfico com preços para auxiliar na escolha da data. Dá para incluir aeroportos próximos, alerta de preços e tem vários filtros interessantes como escolher o aeroporto de conexão e duração máxima do voo.

Kayak

kayak

Outro grande buscador muito utilizado nos EUA. Também tem alerta de preços, datas flexíveis, pesquisa em outros sites de busca e agências on line. Tem algumas funcionalidades muito interessantes:

Mapa do aeroporto – mostra os aeroportos próximos e as distâncias entre eles. Muito útil principalmente quando se usa companhias low cost que utilizam aeroportos alternativos e precisa saber se a distância compensa. Se for interessante basta marcar a opção incluir próximos e ele trará esses aeroportos na pesquisa.

mapa_aeroporto_kayak

Qualquer lugar – você pode escolher qualquer lugar, e o período pode ser uma estação ou mês e te mostra um mapa para explorar.

qualquer_lugar_kayak

qualquer_lugar_mapa_kayak

Você pode usar os filtros de valor da passagem e tempo de voo. Escolhendo a cidade abre uma guia ao lado onde você pode mandar pesquisar.

Asia

Ctrip

ctrip

Buscador chinês muito bom para se utilizar na Ásia e fundamental para quem for a China. Tem apenas o básico em buscas, tem multi cidades e filtros, mas é eficiente e traz ótimos preços das low cost, principalmente China, Hong Kong e Taiwan.

ctrip_busca1

Apesar desse ser um post sobre compra de passagem aérea barata, na China vale muito a pena utilizar os trens como transporte. É barato e eficiente, e pode ser mais rápido que o avião utilizando os trens de alta velocidade que te deixam no centro das cidades.

Se quiser economizar muito mesmo então a opção de hard seat num trem noturno é pechincha certa. Com uma boa dose de perrengue, lógico (mas vale a experiência). Mas gastando um pouquinho mais você tem a classe sleeper hard e soft (cabine), bem confortáveis onde você pode dormir tranquilo e que valem muito a pena.

Então se estiver viajando por lá sempre compare os trechos de avião e trem. E comprar os tickets nesse site ajuda e muito pois acredite, comprar um ticket para trem, no guichê, na China, pode não ser uma coisa simples (experiência própria). Então use e abuse da pesquisa de trens nesse buscador. Dá uma olhada:

ctrip_trens

Wego

Forte na Ásia por pesquisar em companhias low cost da região. Simples como o Ctrip sem muitas opções mas dá conta do recado. Dá pra incluir alerta de preços.

wego

wego_pesquisa

Low Cost

Alguns sites se colocam como especializados em buscas de voos baratos: Cheapair, Priceline, CheapFlights para citar alguns exemplos. Os bons buscadores que citei acima como Google e Skyscanner também fazem buscas em companhias low cost. Se marcar a opção de buscar em aeroportos próximos ela é extremamente eficiente, até melhor que muitos desses sites.

Porém tem um site específico que conheci a pouco com uma proposta maravilhosa e que realmente traz preços mais baixos.

Kiwi

kiwi

O Kiwi é uma agência online. A grande sacada desse site é que ele faz buscas pelo trajeto mais barato considerando conexões de todo tipo até entre companhias diferentes. Por exemplo um voo entre Frankfurt e Paris ele traz o melhor preço de todos, porém com 1 conexão em Veneza montada por conta própria.

Daí você diria, ok eu também posso fazer isso. Só que caso aconteça algum problema nos voos que cause a perda dessa conexão o Kiwi te garante outro voo ou o dinheiro do voo perdido de volta. Não é genial? Você pode fazer busca para qualquer lugar, direto num mapa que já mostra os valores ou fazer as consultas num calendário que já traz os valores, tudo muito intuitivo (valores em dólares).

kiwi2

Escolhendo uma data para qualquer lugar ele traz uma lista mundial a partir do voo mais barato

kiwi3

Ele também tem compra para multi cidades, tem filtros de número de paradas, preço, e até viagens onde é necessário usar ônibus para ir de um aeroporto a outro. Veja um comparativo que fiz num voo de Frankfurt a Paris:

Kiwi – U$ 31 – taxas inclusas e garantia de voo ou o dinheiro de volta

kiwi_busca_fkr_par

Google – trouxe ótimas opções de trens, mas de voo o mais barato foi U$ 102

google-kiwi

Skyscanner – U$ 121

skyscanner_kiwi

Kayak – Olha… trouxe um preço ótimo, opa…ele buscou no Kiwi

kayak-kiwi

E direto na RyanAir? Seguindo o esquema da Kiwi, primeiro o voo pra Veneza:

50 Off 300x250 Banner 300x250

kiwi-ryan_air1

E o segundo pra Paris:

kiwi-ryan_air2

Sai em “rídiculos” U$16,61! Só que qualquer problema em um dos voos você arca com o prejuízo do voo perdido e se vira pra achar outro, se achar. Então acrescentar U$ 14,29 por essa segurança eu acho uma pechincha.

Agora se você é uma pessoa que correria esse tipo de risco, sugiro sempre consultar o Kiwi e montar as conexões que ele sugere por conta própria, economizando ainda mais.

TripCombi

Esse é um buscador que monta trechos alternativos buscando os menores preços. Faz a mesma coisa que o Kiwi só que não é uma agência. Ele monta os trechos e as conexões para você e a partir daí você que compra os voos.

O bom é que ele sugere voos com um tempo de conexão razoável, então funciona bem. Muito útil em grandes distâncias que não cruzam oceanos já que existe mais possibilidade de conexões.

tripcombi

tripcombi_pesquisa1

Na pesquisa você pode escolher se será incluído múltiplas reservas e mudanças de aeroportos.

tripcombi_pesquisa2

Vendo os detalhes ele te mostra as companhias, horários de voos, conexões, tempo das conexões e opções para reservar direto com as companhias aéreas ou de agências online.

Compra direta

Compra direta é você ao invés de pesquisar em sites de terceiros, buscadores, agências online, fazer buscas nos sites das companhias aéreas. Não é muito prático e nem são todas onde é possível criar um alerta de preços que ajudaria.

Como mostrei anteriormente os buscadores só pesquisam os melhores preços e para finalizar você precisa ir nos sites das companhias para comprar a passagem. Nos casos das agências o que compensa é, depois de achar o voo que você quer, ir até o site da companhia e comprar por lá.

É útil ter os sites das companhias aéreas para ajudar nas pesquisas. Além de utilizar os sites de busca que já indicam o site das companhias você pode fazer isso por conta própria. Mas como saber quais companhias voam o trecho que você quer? Aqui está a resposta: Openflights.

openflights

Como funciona: você coloca na pesquisa qualquer cidade do mundo, ele te mostrará os aeroportos que existem naquela cidade. Selecionando o aeroporto ele te mostra no mapa as rotas a partir desse aeroporto, e quais companhias operam nessa rota.

Clicando na companhia ele mostra todas as rotas que a companhia opera no mundo, essa é da AirFrance:

openflights_airfrance

Daí é só achar o site de cada uma e pesquisar. Vai dar muito mais trabalho mas você pode descobrir novas possibilidades para a sua viagem.

Mas… como eu sou muito bonzinho vou deixar aqui links com todas as companhias aéreas do mundo em atividade:

Por continente e país;

Low Cost;

Por aliança aérea (importante para quem quer resgatar milhas);
skyteam     one_world     star_alliance

Quer viajar barato? Então assine nossa newsletter e receba gratuitamente dicas para conquistar o mundo.

 

Ida e volta, só ida, multi-cidades, qual o melhor?

só ida, ida e voltaEssa resposta está diretamente ligada ao primeiro item desse guia, o seu roteiro. Dependendo do que você definiu vai ter a mais adequada.

Só ida

Se você quer viajar completamente solto, sem definir de antemão para onde vai e tem somente uma idéia do ínicio da viagem indo para uma região e a partir dali deixar a viagem te levar, então só ida com certeza (diga-se de passagem uma das maneiras mais prazerosas de se viajar).

Só precisa prestar atenção pois tem países onde a imigração pergunta sobre uma passagem de saída, que tanto pode ser de volta pra origem quanto para outro país. Europa e a Austrália por exemplo fazem isso. E onde a imigração faz isso as companhias aéreas exigem essa passagem, muitas vezes até impedindo o embarque pois caso você seja barrado na imigração cabe a companhia aérea te tirar do país.

Então você pode reservar uma passagem só de saída onde é possível cancelar e reaver todo ou grande parte do dinheiro, ou uma passagem de saída por terra baratinha se for possível.

Na Europa, no espaço Schengen, o limite para turismo de brasileiros é de 3 meses. Então como você vai ter que sair de qualquer jeito mesmo, já compra sua saída. Só ida também vale pra quem vai descer na conexão, como explicamos aqui.

Ida e volta

A passagem de ida e volta geralmente sai mais barata, mas como a chegada e saída é na mesma cidade, é preciso ficar atento a alguns pontos:

  • Se você tem somente um destino.
  • Se você tem outros destinos mas são próximos e o custo para retornar a cidade compensa.

Se não se encaixa nesses pontos melhor usar a multi-cidades

Multi-cidades

No seu roteiro você irá começar por uma cidade e terminar em outra e já viu que não compensa comprar uma ida e volta + os trechos internos, então o melhor é a opção multi-cidades que funciona assim:

Você compra por trecho, por exemplo: Está indo para a Europa começando em Madrid e terminando em Amsterdã. Saindo de São Paulo você compraria uma passagem São Paulo-Madrid, outra Madrid-Amsterdã e finalmente Amsterdã-São Paulo.

Dessa maneira além de sua viagem ganhar em tempo e logística é bem capaz de ficar mais barata. O único senão é que esse tipo de compra não está disponível em todos os sites de busca. Mas todas as companhias aéreas oferecem essa opção. De voos partindo do Brasil a Skyscanner, Expedia e o Google tem essa opção.

Então monte seu roteiro e pesquise a melhor opção para sua viagem.

Já ouviu falar de passes aéreos?

passes aéreos

Passes aéreos funcionam como um pacote de voos fechado. Ele te dá direito a um número X de voos ou um número X de milhas, para uma região. Pode ser um ou mais continentes, ou um único país por um valor teoricamente fixo. Teoricamente pois dependendo dos voos que você agendar o valor muda e é obrigatório agendar para obter o preço final.

Geralmente só é disponível para as pessoas que não moram naquela região (porque esses caras sempre fazem essas coisas?). Se você não tem problema em montar um roteiro fixo e gosta de iniciar a viagem com todo o processo de deslocamento aéreo já definido, pode ser uma boa pra você. Mudanças nos dias não tem multas mas mudanças de itinerário tem.

Mas sai realmente mais barato? Depende… Os passes aéreos para serem mais eficientes são oferecidos pelas alianças (Oneworld, Star Alliance, Skyteam) pois assim é muito mais fácil distribuir os vôos quando o passe é para todo um continente. Mas se esse continente tiver companhias low cost competitivas, dificilmente o preço dos passes será melhor.

Outro fator a se pesar é que os passes te garantem milhas nessas alianças e muita gente considera isso um grande bônus. Aqui vale uma regra: se você está planejando uma viagem um pouco mais longa (mais de 1 mês) por todo um continente ou mais de um, faça uma simulação e veja se vale a pena pra você. Saiba mais:

Passes StarAlliance

Passes OneWorld

Passes Skyteam

Vai dar uma volta ao mundo? Existe uma passagem especial para você

passagem aérea volta ao mundo

Se você planeja fazer uma viagem de volta ao mundo (Aêêêê!!!) vale a pena analisar a compra de uma passagem de volta ao mundo pelas alianças aéreas. Essa passagem é na verdade um passe aéreo com direito a literalmente cruzar o mundo com algumas regras definidas.

Recomendo a leitura sobre passagem de volta ao mundo no site da Carol e do Alex o Projeto Vira Volta, um site excelente para quem pretende fazer uma volta ao mundo, eu mesmo utilizei muito nos meus planejamentos. Abaixo os pontos principais resumidos pela Vira Volta (podendo ter algumas variações entre as alianças):

  • O viajante precisa fazer a volta no globo em um único sentido
  • A viagem deve começar e terminar no mesmo país
  • roteiro precisa ser definido no momento da reserva
  • A viagem deve durar de 10 dias a 1 ano
  • O número de trecho voados deve ser entre 3 e 16
  • Existe um número limite de trechos a serem voados em cada zona territorial da aliança
  • As datas dos voos a partir da segunda zona territorial podem ficar em aberto
  • Dentro de uma mesma zona territorial é permitido voar em direções opostas, mas uma vez que você cruzou o oceano não pode mais voltar, deve seguir o sentido da passagem
  • Você pode desembarcar em um país e embarcar em um país diferente no próximo voo. Isso se chama deslocamento terrestre, mas conta como trecho ou milha voados
  • Voos com conexão também contam como trecho voado ou para contagem de milhas
  • É possível alterar a data dos voos sem nenhuma taxa
  • É possível alterar trechos da passagem conforme taxas estipulada pela aliança
  • A passagem existe para todas as classes: primeira, executiva e econômica
  • Crianças de até 11 anos possuem desconto
  • A empresa aérea do seu primeiro trecho é a responsável por emitir o seu bilhete e administrar alterações durante todo o período da viagem. Escolha bem!
  • Você acumula milhas com a passagem RTW

Quando fiz minha volta ao mundo pesquisei bastante sobre essa passagem, fiz várias simulações e decidi não utilizar a passagem principalmente pela questão da flexibilidade. Eu tinha um norte da viagem mas não queria limitar o tempo em cada lugar nem engessar meu roteiro.

É inevitável utilizar transporte terrestre em vários trechos e o preço final dessa passagem comparado a comprar por conta não fica muito diferente. Mas depende muito do planejamento de cada um, por isso indico que ao menos você utilize os simuladores e faça vários orçamentos para definir. Para ler todas as regras e utilizar os simuladores acesse abaixo:

Volta ao Mundo – Star Alliance

Volta ao Mundo – One World

Volta ao Mundo – SkyTeam

Usar navegador no modo anônimo ajuda? Porquê?

anonimo

Já montei meu roteiro, sei quando comprar então agora vou entrar na internet e caçar aquela passagem quase de graça! Calma! Aqui vai uma dica legal: faça isso numa aba com navegação anônima.

Quando você acessa os sites das companhias aéreas ou buscadores eles instalam na sua máquina cookies que rastreiam sua navegação, e conhecendo suas buscas oferecem produtos ligados a ela.

Para comprovar entre no Google, faça uma pesquisa qualquer e depois entre em algum portal. Você verá que as propagandas nesse outro site vão estar relacionadas a pesquisa que você fez no Google.

Então é lógico que se você foi rastreado nas suas pesquisas, as ofertas para comprar a passagem vão mudando conforme você pesquisa. Navegando anônimo esse rastreamento não acontece e você pode fazer pesquisas sem manipulações. Isso também acontece com o país de origem.

Se você fizer uma pesquisa informando que está no Brasil, o preço da passagem pode ficar maior do que se informar que é da Europa por exemplo. Isso aparentemente acontece pelas taxas de conversão de câmbio que cada empresa pratica, então você pode tentar usar a cidade sede da empresa ou uma das cidades do voo envolvida, e para o preço baixar você passa a ser cobrado em outra moeda e a conversão será feita pelo seu cartão de crédito.

Xiii! Pois é, considerando que todas as operadoras de cartão cobram taxas por essas conversões e o câmbio praticado não é dos melhores, você tem que ter certeza se todo esse malabarismo realmente vale a pena.

Hubs, o que são e como se beneficiar deles

como_se_beneficiar_hubs

Hubs são os principais aeroportos de uma região, o centro de conexão, que concentram a maioria dos voos, de uma ou mais companhia aérea. Destinos sem rotas diretas ou com menores procuras fatalmente terão uma conexão em algum hub. E como você pode usar isso ao seu favor? De duas maneiras:

  1. Comprando voos muito baratos com conexões longuíssimas de 12, 14 e até mais de 24 horas (o chamado stopover) e aproveitando esse tempo para conhecer essa cidade do hub. Mas o tempo não é muito curto para conhecer uma cidade? Depende da cidade. Londres é um hub na Europa e não faz nenhum sentido tentar sair feito um desesperado para conhecer Londres em 14 horas. Mas faz sentido em Cingapura que é uma cidade/país pequenino e dá pra curtir muito em 12, 14 horas.
  2. Montando sua própria conexão: você tem um roteiro mais solto, vai visitar uma região e não está preocupado com qual será a ordem, nem mesmo quais cidades vai visitar. Ou então vai dar uma volta ao mundo e não vai voltar para sua origem depois. Seu objetivo é economizar na passagem intercontinental que é a mais cara e reparou que todos os voos tem conexão num hub. Pesquise voos diretos para o hub e depois um outro voo do hub para outro destino. Sim, isso funciona muito bem especialmente em rotas competitivas com muitas companhias low cost. Pesquisando direitinho você pode incluir essa cidade do hub no roteiro e o que seria uma conexão chata no aeroporto vira mais um destino na sua viagem. Segue uma listinha dos hubs mundo afora já com links da wikipedia para o aeroporto e a cidade. Daí você já pode até pesquisar qual vale a pena ficar mais tempo:

Europa – Heathrow (Londres), Charles de Gaulle (Paris), Frankfurt-am-Main (Frankfurt) e Schiphol (Amsterdã).

Ásia – Dubai (Dubai), Abu Dhabi (Abu Dhabi), Doha (Doha), Narita (Tóquio), Hong Kong (Hong Kong) e Changi (Singapura).

Oceania – Kingsford Smith (Sydney) e Auckland (Auckland).

África – OR Tambo (Joanesburgo), Cairo (Cairo), Cidade do Cabo (Cidade do Cabo), Durban (Durban), Jomo Kenyatta (Nairóbi), Murtala Muhammed (Lagos) e Mohammed V(Casablanca).

América do Norte – JFK (Nova York), Los Angeles (Los Angeles), O’Hare (Chicago), Atlanta (Atlanta), Miami (Miami) e Cidade do México (Cidade do México).

América Central – Cidade do Panamá (Cidade do Panamá).

América do Sul – Guarulhos (São Paulo), Juscelino Kubitschek (Brasília), Tom Jobim/Galeão (Rio de Janeiro), Ministro Pistarini/Ezeiza (Buenos Aires), Belo Horizonte-Confins(Belo Horizonte), Comodoro Arturo Merino Benítez/Pudahuel (Santiago) e El Dorado (Bogotá).

Economize descendo na conexão

economize descendo na conexaoAcabamos de falar sobre os hubs e como é possível se beneficiar deles correto? Pois aqui vai uma dica sensacional de como fazer isso nível master!

A precificação feita pelas companhias aéreas é um atentado a lógica.

É muito comum encontrar voos muito mais baratos para destinos muito mais longes do que pertos. E porquê isso acontece? Basicamente porque o fator principal de preço é a procura e não a distância. A procura explica porque um voo direto Congonhas-Santos Dumont (alta procura) pode sair mais caro do que um voo Santos Dumont-Ribeirão Preto com conexão em Congonhas (baixa procura).

Opa! Pois é aí que está o pulo do gato! Você está no Rio indo pra São Paulo, compra sua passagem mais barata para Ribeirão Preto e simplesmente desce na conexão em São Paulo e pronto! Claro que para isso funcionar só se compra passagem de ida e você não pode despachar sua mala.

E fazendo isso estou quebrando alguma regra ou lei? Não, isso é perfeitamente LEGAL! Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o passageiro pode descer em uma escala ou conexão e não completar o voo pelo qual pagou. Ele não será multado pela companhia aérea por isso, embora perca o direito ao ressarcimento pelo trecho não voado.

E em voos internacionais? Também funciona e também é legal. Essa prática começou nos EUA e um dos gurus é Nate Silver. As companhias aéreas até tentam intimidar colocando cláusulas no contrato mas não tem força de lei. Se te interpelarem sobre isso basta você assumir o que está fazendo e não terá problemas, o importante é não mentir. E isso pode gerar muita economia. Veja um exemplo que montei:

Você planeja ir de São Paulo para Londres no dia 20/11 com um voo direto, sem escalas e faz uma pesquisa no Google Flights:

pesquisa_google_sao_paulo_londres
Preço salgado hein?

Porém numa pesquisa para o mesmo dia para Praga encontramos:

pesquisa_google_sao_paulo_praga
Ótimo preço e conexão em Heathrow, Londres!

Olhando no detalhe:

pesquisa_google_sao_paulo_praga_detalhe
Não é que é o mesmo voo que estavam cobrando mais de 7.000 reais? É um milagre!

Mas ainda fui direto no site da Latam pra conferir:

sao_paulo_londres
O voo direto pra Londres na pesquisa no site da Latam, e vejam que não é possível comprar a passagem mais barata
passagem_londres_praga
Mesmo voo só que comprando com destino a Praga, tem a opção de compra de econômica e por somente 1034,97!

E antes que você pense, nossa mas será que isso não prejudica as companhias aéreas?  Reveja a diferença de valores encontradas e é claro que quem está sendo prejudicado, como sempre, é o consumidor!

Como eu demonstrei você só precisa testar cidades onde a conexão é o seu destino em qualquer buscador e irá funcionar.

Aconteceu um imprevisto e preciso voar de última hora

voo_de_ultima_hora

Infelizmente você está com problemas. Comprar passagens de última hora quase sempre é sinônimo de pagar muito caro por isso.

Para não incentivar que os clientes ficassem aguardando até a última hora para comprar mais barato, e assim perder o controle das vendas dos voos, as companhias adotaram um padrão de colocar promoções um tempo antes do voo, geralmente entre 60 e 30 dias, e ir aumentando gradativamente até a data do voo.

Mas e se não encher o voo? Elas preferem voar com assentos vazios a “queimar” essas últimas vendas e assim incentivar que todos fiquem esperando promoções de última hora.

Porém para toda regra existem exceções correto? Você pode tentar a sorte num dos buscadores que já falamos aqui ou nesses que se dizem especialistas nessa situação. Vale a pena conferir:

Hotwire

hotwire

Priceline

priceline_last_minute

Meu negócio é viajar, quero escolher o destino pelo voo mais barato

quero_viajar_barato

Se pra você a única preocupação é o preço então é bem simples. Só de entrar no Kiwi já mostra uma lista de todos os destinos e um mapa com os valores dos voos para o mundo todo:

kiwi3

Você também pode utilizar o Skyscanner com a opção qualquer lugar como mostrei aqui. Ou até se cadastrar no whatsapp deles e receber ofertas direto no celular:

whatsapp-banner-brazil

Dicas para mão de vaca nível hard!

passagem_aerea_mao_de_vaca

Ok, você leu todo esse guia, já testou todos os buscadores, fez todo tipo de combinação possível mas pra você ainda tá caro! Lá no fundo do seu ser mão de vaca você acredita que é possível viajar ainda mais barato.

Sim eu acredito em você e por isso te dou essas dicas que só quem é mão de vaca de verdade vai atrás:

1 – Convencer algum funcionário de companhia aérea a te cadastrar no programa de desconto para familiares: a maioria das companhias aéreas tem programas onde é possível que o funcionário inclua familiares e amigos que lhe dará o direito de comprar passagens com grandes descontos ou mesmo de graça (só pagando as taxas de embarque).

Os que podem viajar de graça tem algumas restrições, ficando na fila de espera e só podendo embarcar em caso de ter lugar vago, mas vale a pena. Então o que você precisa fazer é convencer um funcionário de companhia aérea a te incluir nesse benefício e aproveitar.

2 – Voar de GRAÇA com a FAB: sim, é permitido para todo cidadão brasileiro pegar carona em algum voo da Força Aérea Brasileira. E como funciona? Você precisa ir até uma unidade do Correio Aéreo Nacional (CAN) mais próxima, preencher uma ficha e aguardar ser chamado. Simples assim. Porém não existe voos regulares e nenhuma garantia que irá ter lugar para você. A hierarquia de chamada é a seguinte:

1° oficiais da aeronáutica
2° oficiais da marinha
3° oficiais do exército
4° família dos oficiais
5° você

Se interessou? Veja aqui mais informações e os telefones para entrar em contato

3 – Negociar compensações em caso de Overbooking: quando as companhias aéreas vendem mais assentos do que comporta o avião e todos comparecem para o voo, está caracterizado o overbooking. Nessa situação as companhias só têm uma alternativa, não embarcar todo mundo. E é aí que você pode economizar e muito.

As companhias procuram entrar em acordo, no próprio aeroporto, com quem aceita ficar de fora daquele voo. Isso pode ser apenas por boa vontade ou até em troca de dinheiro! Então caso você esteja numa situação de overbooking converse com a companhia aérea e negocie o melhor acordo possível. Pode ser passar mais um dia naquele destino com hotel e refeição tudo pago, milhas aéreas, vale-passagem para voos ou até um valor em dinheiro.

Chegue cedo ao aeroporto e informe no check in que você será um voluntário em caso de overbooking. Se estiver só com mala de mão é mais fácil de ser escolhido pois eles não terão que buscar sua mala já despachada (meu mantra de viajar leve).

Tem preguiça ou tá sem tempo? (esse papo de tempo é desculpa…) Então siga esses passos

1 – Escolha um destino na baixa temporada (baixa temporada no Brasil é diferente de em outros lugares do mundo, fique atento a isso) e as datas aproximadas de quando pretende viajar (seja flexível)

2 – Se o destino for no Brasil faça uma pesquisa de preços no Maxmilhas, Voopter e Skyscanner para saber o preço médio da passagem, defina um preço meta e crie alertas.

3 – Se for no exterior faça uma pesquisa de preços no Google, Skyscanner e Kiwi para saber o preço médio da passagem, defina um preço meta e crie alertas.

4 – Quando receber um alerta dentro da sua meta ou uma oferta que lhe agrade, Voilá! É só ir até o site da companhia aérea, comprar e fazer as malas.

Ah, mas só com isso acho que não vou conseguir o melhor preço… então deixa de preguiça e utilize esse guia. Clique aqui pra voltar ao índice

E aí? Gostou desse guia? Tem alguma dica que acha que podemos incluir? Elogios?  Então deixe seu comentário:

Gostou desse post? Então assine nossa newsletter e receba gratuitamente dicas para conquistar o mundo.

 

Fontes de consulta:
Aquela Passagem / Uol / Attitude Travel / Thrifty Nomads / Wikipedia / Economist / Wikipedia / Projeto Vira-Volta / Airway

Compartilhe!

Você também vai gostar

  • Siane luzzi

    Adorei essas dicas! Parabéns, muita dedicação envolvida em um post

    • Cristiano Carrozzi

      Muito obrigado Siane! Realmente foi muita dedicação mas também com muito prazer. Aqui pretendo abordar sempre um tema profundamente priorizando a qualidade ao invés da quantidade. Abraço!

  • Lyara Westphal Rescaroli de Fr

    Muito completo o post e muitas informações úteis de verdade! Só uma consideração, eu consegui ver o preço direto pelo calendário do Google Voos para voos nacionais sim, até acabei comprando por lá (navegantes-belém) =)

    • Que bom que gostou do post Lyara. Realmente nos últimos tempos o preço vem aparecendo, algo que não acontecia antes. Vou até atualizar o post. Obrigado pela dica!

Close