Banner 728x90

Compartilhe!

Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia

Se você pretende ir para outro planeta mas é realista de que não vai acontecer num futuro próximo, talvez exista uma solução: Capadócia!

Esse lugar repleto de cavernas e formações rochosas das mais estranhas, resultado de formações vulcânicas e de erosão, com cidades subterrâneas e vilas inteiras cavadas na rocha, te dá a sensação que não está mais na Terra.

A Capadócia é uma região na Anatólia Central, na Turquia, e que abrange vários municípios e vales. Habitada a milhares de anos por vários povos, foi rota de comércio, dominada por impérios, invadida por outros vários e um dos traços mais marcantes são as igrejas cristãs construídas, mantidas e defendidas pelos primeiros cristãos que eram perseguidos na região, isso lá atrás no século I.

Eu decidi ficar em Göreme pois dali seria fácil ir até as cidades próximas como Üçhisar e Zelve.

Göreme

Em Göreme existem vários hotéis e pousadas que são literalmente cavados na rocha, eu até queria experimentar um desses mas fiquei em um “falsier”.

Capadócia - Turquia
A “caverna” onde fiquei hospedado

Como cheguei a tarde não perdi tempo e já fui fechar o famoso vôo de balão.
Aproveitei para pegar o pôr do sol privilegiado de Göreme.

Goreme, Capadócia, Turquia
Caminhando até o mirante em Goreme a gente vai vendo as “casas”. Formações rochosas que foram escavadas e habitadas a muitos séculos e muitas ainda são utilizadas, inclusive como hotéis
Goreme, Capadócia, Turquia
Aqui dá para ver que colocaram até um portal na entrada
Goreme, Capadócia, Turquia
Pegando o finzinho do sol em Goreme, repara como tem muitas “casas” habitadas

Quando cheguei a Capadócia tinha nevado a poucos dias e foi a primeira vez que vi e andei pela neve. Eu detesto frio mas não posso negar que a neve deixa qualquer lugar lindo.
Nesse mirante também encontrei uma galera, conversando com eles me falaram das várias trilhas e um deles até me deu um mapa com as trilhas da região.

Goreme, Capadócia, Turquia
Goreme ainda sob neve

À noite saí com a galera do hostel para comer, eles já estavam lá a alguns dias então me levaram no lugar preferido deles.
Nessa janta que fiz amizade com o Miquel, um espanhol gente boa que encontrei novamente na Índia. Também tinham dois australianos a Paula e o outro chato que fiz questão de esquecer o nome.
Combinamos de fazer uma trilha em Göreme mesmo no outro dia, menos o Miquel que ia embora.

Vôo de balão na Capadócia

Dia de voar de balão! O vôo sempre acontece ao amanhecer então tive que madrugar. Eu já havia voado antes então tava tranquilo. E quando o balão ganhou altura entendi o porquê desse vôo ser tão famoso. Confere aí.

Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Preparativos para o voo
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Saindo do chão
voo de balão capadócia, Turquia
Subindo…

Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia

Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Embaixo o Love Valley
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Visão completa do Love Valley
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
E dei sorte por pegar ainda tudo com o toque branco da neve!
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
O voo dura uns 50 minutos
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Galera preocupada com o pouso
Voo de balão em Goreme, Capadócia, Turquia
Para fechar com chave de ouro, como é tradicional em voos de balão, champagne!

Vale Zemi

Depois do voo voltei pro hostel e fomos ao Vale Zemi, em Goreme mesmo, ali tinha algumas igrejas milenares escavadas na rocha ainda com suas pinturas. Essas pequenas igrejas são Patrimônio da Humanidade da Unesco.

El Nazar Church, Goreme, Capadócia, Turquia
A pequenina igreja El Nazar, no meio do nada, Patrimônio da Humanidade
El Nazar Church, Goreme, Capadócia, Turquia
Dentro da rocha uma capela completinha, inclusive com as imagens. Engraçado que os olhos foram raspados pois depois que os cristãos foram expulsos, algumas pessoas chegaram a utilizar como moradia e sentiam medo das figuras.
El Nazar valley, Goreme, Capadócia, Turquia
Paula em frente para as pirocas gigantes

A Paula descendo um morro nevado com segurança, kk

Love Valley

Depois do almoço ainda fui com um colega chinês do hostel até o Love Valley.
Esse nome é porque o vale é cheio de torres que se parecem com pintos. Não acredita? Dá uma olhada:

Love Valley, Capadócia, Turquia
Pirocas gigantes na Capadócia
Love Valley, Capadócia, Turquia
As pirocas foram formadas por erosão
Love Valley, Capadócia, Turquia
Momento de reflexão: se aqui é o vale das pirocas, deve existir o vale das xoxotas
Love Valley, Capadócia, Turquia
Uma parada no caminho

Museu a céu aberto de Zelve

Esse lugar me foi indicado pelo pessoal do hostel, ele é maior e bem menos turístico que o museu a céu aberto de Goreme. Para ir até lá é só pegar um ônibus de linha que passa de hora em hora.

Nesse lugar fantástico existe uma cidade encravada nas pedras, tem moinho, casa com vários cômodos, igreja, mesquita. E pessoas moraram ali até o ínicio do século XX. Incrível!

Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
Na entrada já dá para perceber as rochas escavadas
Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
O moinho
Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
Uma panorâmica de todo o vale/museu
Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
Uma igreja completa cavada na rocha
Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
O vale de Zelve
Museu a céu aberto de Zelve, Capadócia, Turquia
Dá para ver que vários trechos caíram, o que deve ter sido o motivo de abandonarem as cavernas

Dentro da caverna

Vale dos Monges – Pasabag

Saindo do Museu de Zelve numa breve caminhada se chega ao Vale dos Monges em Pasabag.
Ali tem novamente formações rochosas curiosas.
Alguns chamam de chapéu de fada outros de chaminé e o que os monges tem a ver com fada eu não sei até agora.
Só o que sei é que foram eles que escavaram algumas das rochas nesse lugar.

Pasabaglari, Capadócia, Turquia
Os chapéus de fada
Pasabaglari, Capadócia, Turquia
Alguns ficaram só a beirinha
Vale dos Monges, Capadócia, Turquia
Os monges escavaram de cima para baixo, criando lugares de até 15 metros de altura dentro das rochas. Eles usavam principalmente para se isolar nas suas rezas.

Pro dia seguinte resolvi pegar um tour pois as cidades subterrâneas eram longe e considerando tudo o que tinha até que achei em conta. Incluía o Mirante de Göreme, a cidade subterrânea de Derinkuyu, o vale de Ihlara com direito a almoço no vale, Mirante de Yaprakhisar, Monastério Selime, outra olhada no Pigeon Valley e aquelas visitas caça níquel a uma fábrica de Onyx.

Göreme Panorama – mirante

Na entrada de Göreme, nesse mirante é possível avistar todo o vale e ainda comprar uns badulaques de lembrança.

Mirante Goreme, Capadócia, Turquia
Göreme Panorama
Mirante Goreme, Capadócia, Turquia
Uma árvore só de Nazar ou olho turco ou ainda olho grego, como muita gente conhece. Tudo para espantar mau olhado e dar sorte

Cidade subterrânea de Derinkuyu

Lembra do filme Matrix e a cidade de Zion? Pois aquilo já aconteceu de verdade há séculos atrás na Capadócia.
Existem várias cidades subterrâneas na Capadócia e a de Derinkuyu é a maior delas. Com 16 níveis, até 85 metros de profundidade, dizem que chegou a abrigar até 30 mil pessoas. As cidades foram usados por cristãos temporariamente quando foram perseguidos.
Uma cidade subterrânea com sistema de ventilação, casas, templos, armadilhas contra invasores e tudo.
É bem claustrofóbico e fico imaginando o quanto era desesperador ficar ali se protegendo.

Lembrei do desenho do Pica Pau: ” Vai subir? Não, vai descer!”
Derinkuyu, Capadócia, Turquia
Os apertados quartos das casas na cidade
Cidade subterrânea de Derinkuyu, Capadócia, Turquia
Essa roda de pedra servia como porta para deter os invasores
Cidade subterrânea de Derinkuyu, Capadócia, Turquia
Essa parte servia como uma área de distribuição com acesso a mais de uma passagem
Cidade subterrânea de Derinkuyu, Capadócia, Turquia
A igreja da cidade
Derinkuyu, Capadócia, Turquia
Aqui tem uma idéia do que é essa cidade subterrânea

Vale Ilhara

Esse é um vale que possui também algumas igrejas cavadas na rocha. Como estávamos no inverno ele fica um tanto apagado mas no verão e primavera ele floresce.

Vale Ilhara, Capadócia, Turquia
Uma descida para o centro do vale
Vale Ilhara, Capadócia, Turquia
O inverno matou as cores do vale
Vale Ilhara, Capadócia, Turquia
O vale proporciona uma bela caminhada, o clima tava frio mas ótimo para caminhar.

Catedral e monastério Selime

Após cruzar o vale, fomos a uma outra formação fantástica. A catedral de Selime onde outra rocha foi escavada dessa vez para formar uma catedral e um monastério.

É o maior monastério desse tipo na Capadócia.

Catedral Selime, Capadócia, Turquia
Catedral e mosteiro de Selime, são rochas imensas escavadas
Catedral Selime, Capadócia, Turquia
A catedral e monastério por fora
Catedral Selime, Capadócia, Turquia
Virando formiga
Monastério Selime, Capadócia, Turquia
Monastério Selime cheio de salas
Catedral Selime, Capadócia, Turquia
A catedral por dentro

Catedral Selime, Capadócia, Turquia
O cuidado com que foi escavado ou melhor esculpida a catedral

Vale Yaprakhisar, Capadócia, Turquia
Do topo do monastério é possível ver o vale Yaprakhisar. Reza a lenda que o George Lucas queria gravar Star Wars ali mas não foi permitido

Ainda fomos a um mirante onde era possível ver o Pingeon Valley e depois fomos ao caça dinheiro do turista.
Depois vi que o Pingeon Valley tem uma trilha bem marcada e no dia seguinte resolvi fazer.

Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Vista do Pingeon Valley em Uçhisar

Trilha Pingeon Valley

A Capadócia é um paraíso para quem gosta de trilhas. E o melhor é que tem vários mapas e em várias trilhas tem indicações.
Resolvi fazer essa trilha que vai de Göreme e termina em Üçhisar.
Esse nome é porque os locais criavam pombos, em buracos feitos na rocha, e usavam o esterco dos pombos como adubo. Isso que era um trabalho de merda.

Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
A trilha toda marcadinha na entrada
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Não tem como errar é só ir seguindo as placas
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Eu fui sozinho e por ser inverno e ter nevado não tinha uma viva alma nessa trilha. Ali sozinho, só ouvindo o barulho do vento e dos meus pés sobre a neve senti uma paz enorme.
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
A Capadócia e suas infindáveis formações rochosas magníficas
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Mais uma
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Sem palavras
Eis que no meio da trilha encontro uma casa de chá!
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Parada estratégica para um chazinho, pena que não tinha de cogumelo, então fui de turco mesmo
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Um resumo da Capadócia nessa foto
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Chegando próximo a Uçhisar já dá pra ver os pombais
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Típica paisagem de outro planeta que vemos na Capadócia
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Os pombais na rocha, como eles pegavam o esterco dos pombos não faço a menor idéia
Pingeon Valley, Capadócia, Turquia
Fim da trilha já em Uçhisar com o castelo ao fundo 

Castelo de Üçhisar

Como a trilha do Pingeon Valley termina em Üçhisar, aproveitei e dei uma voltinha por lá. É um pouco maior que Goreme e o que chama a atenção de qualquer ponto da cidade é seu castelo. De pedra lógico!
Essa é uma rocha que realmente se parece com um castelo. Dá para ver as janelas escavadas e o formato de rocha perpendicular ao chão tem os mesmos moldes de qualquer castelo medieval.

Castelo de Uchisar, Capadócia, Turquia
Parece ou não parece um castelo?
Castelo de Uchisar, Capadócia, Turquia
O castelo por dentro
Castelo de Uchisar, Capadócia, Turquia
Jorge Cruney no topo do castelo
Castelo de Uchisar, Capadócia, Turquia
Ainda peguei um belo pôr do sol
Castelo de Uchisar, Capadócia, Turquia
Para fechar com chave de ouro minha passagem pela Capadócia

Capadócia. Um desses lugares únicos nesse planeta que merece a visita de todo mundo que curte viajar. E você vai ficar parado aí? Veja os outros lugares porque passei na minha volta ao mundo.

Compartilhe!

Você também vai gostar

Close